sábado, agosto 05, 2006

Fazer O amor

Uma das pessoas que está agora de visita aqui em genéve, usa uma expressão muito peculiar... "Fazer O amor", ora vejamos.... isto é quase como se o amor fosse um bolo que se faz mediante uma determinada receita...

O que até faz sentido porque todos sabemos que ninguém faz um bolo da mesma maneira, que cada qual a faz à sua maneira, dando-lhe um toke muito pessoal na tentativa de a personalizar e a fazer a melhor receita!!Tal e qual o que passa quando se faz o amor... cada qual o faz de modo pessoal, juntando-lhe o que acha necessário para que o seu seja O MELHOR AMOR JAMAIS FEITO!

Esta visita também acha que o ideal é que as pessoas estejam casadas para poderem trepar pelas paredes juntas enquanto tomam decisões importantes - nos intervalos entre a fazedura do amor...

A altura do montanhismo caseiro (trepar pelas paredes) já é só o amor e não a sua fazedura.... segundo a análise das duas presenças femininas da conversa...

Tudo bem... desde que os intervalos entre cada fazedura não sejam muito longosfica tudo bem... senão, são muitas decisões e pouco amor feito, o que, quando se fecha a loja para balanço nem sempre dá o melhor resultado....

Mas isto são apenas reflexões pós pequeno almoço de sábado de manhã... valem o que valem :o)

1 comentário:

Anjinha disse...

owa :o)
nao importa o nome que lhe damos nem como o tratamos o que importa é o que sentimos :o)

tens um blog mt windu :o)
voltarei :o)
beijinho

**(+_+)**

Anjinha