sexta-feira, junho 16, 2006

Simples diálogos...

"O telefone tocou e atendi sem pensar. Era ele:
- Crescemos um bocado, não crescemos, miuda?
- Imenso!
- Gostaste?
- Gostar é pouco.
- Ainda gostas de mim?
- Nunca deixei de gostar. E tu?
- Tens sido só tu. Sempre!
- Mesmo com outras... É isso que queres dizer?
- Precisamente!
- Nao te faço perguntas então...
- Nem eu a ti.
- Amo-te. Queres assim?
- Basta-me isso.
- Não tenho que dizer nada?
- Não, começa hoje.
Detive-me para respirar fundo, com o coração repleto.
- Como vamos celebrar?
- Escolhe tu - disse eu.
- Aqui, depois do jantar... O mesmo prato e o mesmo vinho.
- Pode ser - respondi a rir-me.
E desliguei feliz."

In: "Não me contes o fim", by: Rita Ferro
Quadro de: Klimt

2 comentários:

Anónimo disse...

Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
»

Anónimo disse...

I find some information here.